“A desumanidade que se causa ao outro, destrói a humanidade em mim.”
Immanuel Kant

Famoso pela maestria em sagas cósmicas, Jim Starlin, autor de Odisséia Cósmica e Desafio Infinito, deixa o espaço para explorar a perversidade humana em uma sádica história de terror psicológico. Livre das amarras da cronologia da Marvel, Starlin escreve uma graphic novel contida em si mesma, sem maiores consequências para o universo Marvel. Revivendo a famosa parceria entre o Demolidor e a Viúva Negra, estabelecida por Frank Miller e Dennis O’Neil, Starlin tortura nossos heróis de uma maneira poucas vezes vista em uma HQ da Marvel.

À procura de um mal inominável

“Eu tenho pensado muito sobre a vida e a morte durante as últimas doze horas. Quando algo rodeia e insanamente engole toda a sua existência, você não pode evitar pensar nisso de forma mais que casual.”

Viúva Negra

De forma inesperada, a história começa em seu clímax, quando Natasha Romanoff, a Viúva Negra, está à mercê da psicopata/telepata Rose. A dor da tortura faz Natasha devanear, lembrando dos eventos que a levaram até aquele lugar. Através do flashback vivido por Natasha, nós somos apresentados à missão que ela recebeu de Nick Fury, o diretor da Shield. Vários telepatas estão sendo sistematicamente assassinados, preocupando a Shield, que havia perdido alguns agentes com essa habilidade. Após uma conversa com Matt Murdock, o Demolidor, Natasha revela os assassinatos em série que vinham ocorrendo, deixando-o preocupado com esse inimigo desconhecido.

A atmosfera criada por Starlin é extremamente pesada e palpável. Acompanhado pela arte do artista Joe Chiodo, que consegue expressar todo horror através dos olhos de Natasha.

Depois do fracasso de uma operação secreta da Shield, a Viúva Negra é capturada por Rose, uma psicopata que se alimenta da dor alheia. Usando sua telepatia, Rose faz com que dois agentes se matem na frente de Natasha, que nada pode fazer. O horror daquela cena faz a mente de Rose entrar em êxtase, conectando a sua mente com a de Natasha. Dentro da mente de Rose, a espiã russa vê o quanto ela sofreu em sua infância. Com apenas 10 anos, Rose era vítima de abuso sexual de seu pai alcoólatra.

“Uma infância de pesadelo. Não admira que ela se transformasse em um monstro. Mas isso não é desculpa. Então, por quem estou chorando? Por ela ou por mim?”

Viúva Negra

Desesperado com o sequestro de Natasha, Nick Fury contata o Demolidor, que vai em busca da sua companheira. Mais do que uma aliada, Natasha tem um relacionamento com Matt, o que deixa a situação ainda mais dramática.

Mesmo fora do seu habitat natural, as sagas cósmicas, Jim Starlin acerta mais uma vez, mostrando que mais que um escritor de epopeias grandiloquentes, ele é um escritor de personagens, sejam eles humanos ou não.

“Sim, eu vou superar isso. Eu sou uma garota durona que já viu coisas piores. Já enfrentei monstros antes. Eu vou superar. A única coisa que me pergunto agora… é se alguma vez voltarei a me sentir limpa.”

Viúva Negra

Demolidor e Viúva Negra: Abatedouro (Daredevil/Black Widow: Abattoir – EUA – 1993, Marvel Comics)
Roteiro: Jim Starlin Arte, arte-final e cores: Joe Chiodo Letras: Janice Chiang

Compartilhe

Sobre o Autor

Pedro Laurentino

Apaixonado por literatura, filosofia, teologia e qualquer assunto que me faça pensar no sentido da vida

  • Mr. Doom

    Excelente resenha, Pedro.
    Esta eu não li, mas pelo que vejo, se encaixa naquele “padrão” do Demolidor: É um personagem que dentre todas histórias que li dele, não havia uma que pudesse ser considerada ruim. Ele foi realmente sortudo ao ter grandes mestres trabalhando em seus roteiros. Frank Miller, Waid e agora vejo que o Jim Starlin também trabalhou nele. Incrível.

    • Pedro, o Homem Sem Medo

      Também não lembro de ter lido algo ruim do Demolidor. Realmente, o Homem Sem Medo teve sorte de ter tantos escritores talentosos pra cuidar dele. Frank Miller, Stan Lee, Brian Michael Bendis, Ed Brubaker, Mark Waid, Kevin Smith, Charles Soule e etc.

      • Mr. Doom

        Sim. Outro personagem que até hoje não li algo ruim foi o Cavaleiro da Lua.

        • Pedro, o Homem Sem Medo

          Ah, cara, Marc Spector é demais:-)

          • Mr. Doom

            Segredo? Eu acho ele melhor do que o Batman kkkkkkkkk.

          • Pedro, o Homem Sem Medo

            Eu também…kkkkkkkkk
            O Lunático é um dos personagens mais diferenciados que eu já vi.

  • Ótima resenha, seu Marveco safado! Rs

    Eu nunca ouvi falar dessa história, mas tenho vontade de ler. Só que com a caça-às-bruxas da Panini, vai ser tenso.
    Adorei a arte dessa HQ.

    • Pedro, o Homem Sem Medo

      Tem ela na Internet pra baixar.

  • Que saudade das resenhas desse marveco safado! Excelente, mais uma vez!
    Jim Starlin acerta mais uma vez, mostrando que mais que um escritor de epopeias grandiloquentes, ele é um escritor de personagens, sejam eles humanos ou não.”
    Isso foi muito lindo, meu amigo.

    Pelo visto, a atmosfera dramática que o Starlin coloca na história a torna especial. Eu nem sabia que o Matt e a Natasha haviam se relacionado alguma vez.

    Pelas artes que colocou, os desenhos do Joe Chiodo me lembram muito os quadrinhos da Vertigo.

    • Pedro, o Homem Sem Medo

      Eles foram um casal durante a década de 80. E o Starlin é foda demais. O cara é talento puro. E não é só a arte, a graphic novel inteira lembra muito a Vertigo. Por falar em Jim Starlin, que tal você fazer uma resenha de Batman – O Messias, que tem a autoria dele. Nunca li essa história, mas dizem que é um clássico.

      • Eu juro que não sabia disso, seu marveco! Matt, ao lado do Peter, deve ter sido o personagem da Marvel com o maior número de pretendentes, não?

        Eu nunca li essa história, Pedro, mas seu pedido é uma ordem, meu amigo. Antes mesmo de te responder, já baixei as quatro edições. Vou ver se leio o quanto antes!

        • Pedro, o Homem Sem Medo

          O Demolidor é o maior pegador do universo Marvel.
          Quando você terminar de ler, você faz a resenha;-)

          • Até cantaria “Matt é um cara legal, pena que não pode ver mulher”… Mas lembrei que ele não pode ver mesmo… kkkkkkkkkkkkkkkkkk
            PESADO, eu sei!

            Pode deixar, Pedro!

          • Pedro, o Homem Sem Medo

            Ele não pode ver mulher… em todos os sentidos…kkkkkkkk

  • Finalmente o Homem Sem Medo deu as caras (E CARA, COMO ASSIM TU NÃO É O CHARLIE COX? HUEAHUEAHUEA) e já chega com uma voadeira de dois pé na costela. Resenha excelente, apesar de não conhecer essa história. Lembro de há muito tempo o Legião fazer uma lista com as 10 melhores histórias do Demolidor, e foi graças a essa lista que conheci bastante o personagem (Demolidor Amarelo, Diabo da Guarda, O Homem Sem Medo, Terra das Sombras, Decálogo, Fim dos Dias, A Queda de Murdock e Redenção), mas ainda sim ela é limitada já que ele possui muito mais que 10 histórias boas (essa me parece ótima pela sua resenha, apesar de parecer mais focada na Viúva Negra).

    • Pedro, o Homem Sem Medo

      Não, eu não sou o Charlie Cox, mas bem que ele gostaria de ser eu…kkkkkkkkkkkkkk
      Cara, o Homem Sem Medo tem dezenas de boas histórias. Não dá pra fazer uma lista tão concisa com esse personagem fantástico.
      E sim, você está correto. Apesar da parceria na graphic novel, a Natasha é mais protagonista do que ele nesta história.

      • Sempre curti a dinâmica entre os dois, inclusive seria algo interessante de se abordar no MCU, mas provavelmente vai demorar pra algo assim acontecer.

        • Pedro, o Homem Sem Medo

          Seria demais vê-los juntos:-)

      • “Não dá pra fazer uma lista tão concisa com esse personagem fantástico.”
        Pior que é verdade!

        • Pedro, o Homem Sem Medo

          O Homem Sem Medo tem muita história foda.

  • Kleber Oliveira

    “A única coisa que me pergunto agora… é se alguma vez voltarei a me sentir limpa.”

    Caralho, bicho, que frase foda! Parabéns pelo texto, animou bastante para ler o quadrinho. Nunca tinha ouvido falar, já baixei aqui e vou ler no tempo livre.

    • Pedro, o Homem Sem Medo

      Espero que você goste, Kleber. É uma otima história do Jim Starlin.

      • Kleber Oliveira

        Pois é, só esse nome já faz diferença. Pô, suas resenhas estavam fazendo falta, ainda bem que voltou com elas. Pena que virão com o seu rosto no fim delas mas tá de boa, hahahahaha.

        • Pedro, o Homem Sem Medo

          Vai dizer que você não me achou um gato…kkkkkkk

  • Finalmente achei esse site

  • Aragorn II, King of Gondor

    Excelente resenha, Pedro (e, cara, como é engraçado ver o seu rosto, o do Jipeiro… tipo, como assim vocês não se parecem com Charlie Cox e Superman? Hahaha…)!

    Starlin se aventurando pelo terror… interessantíssimo! Vou aproveitar as férias agora e ler muitos desses quadrinhos recomendados até hoje….

    • Pedro, o Homem Sem Medo

      É uma graphic novel de 60 páginas. Dá pra ler numa tacada só:-)
      Não, eu não me pareço com o Charlie Cox. A minha mãe jura que eu sou muito mais bonito que ele…kkkkkkk

      • Aragorn II, King of Gondor

        Vou tentar ler de uma vez só, então…. rsrs!

        Quem é Charlie Cox perto de Pedro Laurentino? Hahaha…
        Bom, meu rosto também deve ser revelado em breve, mas já adianto que não me pareço nem um pouco com o Viggo Mortensen – embora a senhora minha mãe também diga que sou bem mais bonito que ele…. kkkkkkkk!

        • Pedro, o Homem Sem Medo

          Não sei se é o seu caso, mas eu acredito na minha mãe. Ela é uma mulher honesta…kkkkkkkkk

          • Aragorn II, King of Gondor

            A minha também, meu amigo…. e garanto que o grau do óculos dela é bem pequeno…. kkkkkkkk!

          • Pedro, o Homem Sem Medo

            Mães são criaturas maravilhosas…kkkkkkkkkkkk

  • Excelente resenha, meu amigo. A história chama ainda mais a atenção por ser o Jim Starlin, sempre associado às sagas cósmicas na Marvel, trabalhando com dois personagens urbanos da editora…rs Baixei a HQ aqui e vou tentar ler amanhã.

    • Pedro, o Homem Sem Medo

      Ah, cara, eu sou muito fanboy do Jim Starlin. No mês passado, para minha felicidade, eu comprei a graphic novel Thanos – Revelação Infinita, do Starlin. Eu adorei a história. Estou pretendendo fazer uma resenha dela.

      • Também comprei essa HQ, mas ainda não li .Esperarei sua resenha, aí leio…rs

        • Pedro, o Homem Sem Medo

          Beleza;-)

  • Oi. Por algum motivo inexplicável (o disqus é muito estranho) esse seu comentário tinha ido pro spam. Só vi agora. Bem-vindo ao site.

  • N1N6U3M

    Òtima resenha, Pedro.

    Vou procurar essa HQ pra ler, vale a pena essas dicas, quando menos se espera somos apresentados a narrativas interessantes que não tínhamos conhecimento a não ser pelo nome.

    • Pedro, o Homem Sem Medo

      E aí, camarada:-)
      Realmente, a leitura vale muito a pena. O Jim Starlin é um dos meus artistas favoritos nas hqs. Está mais que recomendado.

      • N1N6U3M

        Sou fã das histórias do Capitão Marvel em geral, especialmente as escritas pelo Jim Starlin.

        Agora eu mergulhei de vez na leitura das HQ’s antigas, por coincidência o Rodrigo também está fazendo a mesma coisa. E eu sei que você já fazia isso no Tablet pelos posts que publicava no Legião dos Heróis.

        É tudo questão de hábito e de costume, no começo o cara reclama e acha que ler em papel é melhor e jamais algo vai superar, mas depois…

        A praticidade de organizar as estantes com coleções vale muito a pena, ainda mais com a possibilidade de usar cartões SD com uma vasta quantidade de material.

        Sou um herege, me converti ao formato digital kkkkkk

        O bom é que não precisa se preocupar com poeira e com limpeza, eu sempre fui mais organizado no computador mesmo. Só sei que se tornou outro hobby pra mim catar material raro em formato digital, procurar os melhores scans e com a melhor qualidade de leitura e imagem.

        Ah, se o pessoal aqui do site quiser trocar dicas e informações sobre o assunto e sobre essa “modalidade de hobby” seria ótimo participar, até sugiro que criem um tópico na estrutura do site pra isso – Quadrinhos Digitais. Sem preconceito com esse material mais suecado kkkkk

        Afinal, o material está nessa forma porque o Brasil não valoriza os quadrinhos e nunca valorizou. Por isso as revistas de formatinho da Abril mutilavam trechos e omitiam muitas histórias em quadrinhos da cronologia, eu fiquei surpreso com a quantidade de material inédito que eu tive acesso somente pelos scans…

        • O formato digital é a melhor coisa do mundo. Tenho muitos livros impressos, mas depois que comecei a trabalhar com eBook e comprei um Kobo… putz, nunca mais comprei livro impresso…rs Agora só compro pra minha biblioteca digital. Ainda compro muitos quadrinhos encadernados, mas se os digitais fossem baratos aqui (ou melhor, se vendesse, né? rs), compraria nesse formato.

          • N1N6U3M

            Isso mesmo, concordo plenamente com seu comentário.

            Como eu expliquei no meu comentário, fui “convertido” para um fã de quadrinhos e livros digitais, eventualmente ainda comprarei livros em papel.

        • Pedro, o Homem Sem Medo

          Camarada, eu tenho centenas de HQs no tablet, mas não consigo deixar de comprar encadernados.

          • N1N6U3M

            Eu tenho mais de 2500 histórias no tablet!

            Só o volume 1 das primeiras histórias do Hulk, Thor, Homem de Ferro, Homem Aranha, Demolidor, Vingadores e Quarteto Fantástico.

            Tenho vários exemplares de Tales of Suspense e Strange Tales também.

            Esse material é quase impossível de achar traduzido em papel.

  • N1N6U3M

    Excelente resenha e indicação. Li a história, é realmente bem interessante, estou colecionando a leitura de boas histórias do Demolidor e essa entra pra coleção.